5 soluções para quem trabalha e quer retomar os estudos

  • 02/07/2019
  • comentário(s)

Já está trabalhando e o desejo de fazer um curso superior ainda permanece vivo, mas, ao mesmo tempo, existem as dúvidas em relação a encarar essa nova empreitada nesse estágio da vida? Confira abaixo respostas para 5 dúvidas comuns de quem já está trabalhando e deseja voltar a estudar!

Vale a pena fazer um Curso Superior?

Hoje, um diploma de graduação é, além de uma grande realização, um certificado social que atesta formação técnica reconhecida em uma determinada área do conhecimento. Para quem já trabalha, existe uma grande vantagem nisso: por já ter experiência, a escolha do curso, que pode ser um momento de insegurança e dúvida para o jovem, se torna muito mais tranquila, pois a vivência prática é um fator determinando para que se decida no que se deseja trabalhar e qual o melhor curso para agregar valor no ofício. Além disso, estudar é um ótimo modo de refrescar a mente e as ideias, de se manter atualizado e de qualificar o próprio trabalho, sendo um meio para se aprimorar profissionalmente e, como consequência, obter resultados de crescimento no próprio campo de trabalho.

Como conciliar o curso e o trabalho?

Sobre esse ponto específico, a AMF responde já na sua proposta de formação, pois são 5 pilares que compõem a base de formação da nossa instituição: estudo, trabalho, ciência, alta moralidade e internacionalidade – esses 5, quando aplicados de forma circular, resultam na formação de lideranças. Aqui, o trabalho e o estudo andam de mãos dadas, e os alunos, desde os mais jovens, são incentivados a começar a trilhar a própria trajetória profissional, pois é na ação que o ser humano se constrói, se descobre e se realiza. Para quem já trabalha, esse fundamento será assimilado com muito mais facilidade – pois já se entende o valor do trabalho na vida do ser humano – e então as duas atividades, estudo e trabalho, serão complementares e vão, de forma muito interligada, qualificar cada vez mais a vida do sujeito.

Ainda dá tempo de começar um Curso Superior?

O estudo é, de fato, muito importante na vida de um indivíduo, afinal, sem formação técnica especializada e de qualidade, é difícil a inserção competitiva e protagonista no mercado de trabalho. Dentro dessa premissa, a verdade é que sempre é tempo de começar a estudar. É sabido que, por questões pessoais, sociais, impossibilidades de momento ou prioridades, muitas vezes o sujeito é “forçado” a deixar o estudo um pouco de lado e inclusive adiar algumas etapas, mas sempre se pode voltar ao começo, ao simples, e adentrar o ensino superior com a mesma vontade, curiosidade e entusiasmo dos jovens.

Como incluir as mensalidades no meu orçamento?

Muitas vezes existe a vontade, o impulso, já foram feitas pesquisas de instituições, cursos, grades curriculares, mas surge uma questão: será que vou conseguir adequar meu orçamento com mais essa despensa? Pensando nisso, e também no fato de que o fator financeiro não pode ser um impedimento para o progresso e desenvolvimento do indivíduo, independente da idade, a AMF tem um programa próprio de benefício voltado para quem tem um pouco mais de idade: o desconto maturidade! Voltado para alunos com mais de 45 anos, esse programa concede um desconto de 30% nas parcelas, e o aluno pode manter até o final do curso. Além disso, esse desconto é acumulativo com o desconto de pagamento em dia, que abate mais 7% da mensalidade, ou seja, no final, o desconto total será de 37%! Com isso, o sonho do Ensino Superior fica muito mais perto!

Como me adequar ao novo ambiente?

Esse é, certamente, outro receio que surge, pois são muitos jovens, outros tempos, outra cabeça... mas isso não deve ser encarado com preocupação, pois, na verdade, é algo muito bom para todos! Ingressar em uma turma formada majoritariamente por jovens é muito benéfico para alguém mais maduro: ele passa a ter contato direto e regular com pessoas que estão na flor da idade, com sonhos, anseios, energia e vontade de fazer, e o efeito disto é o de impulso e vontade de fazer; por outro lado, uma pessoa experiente em uma turma de jovens funciona como “farol”, pois a experiência já o faz compreender algumas coisas que os jovens ainda não sabem, então forma-se um equilíbrio muito saudável que contribui para o desenvolvimento de toda a classe!

Ainda dá tempo de fazer sua prova e se tornar um aluno AMF! Agende em: http://bit.ly/VestibularAMF2019

Comentários