Revista Brasileira de Ontopsicologia Brazilian Journal of Ontopsychology

Publicação de

Faculdade Antonio Meneghetti (AMF)
Fundação Antonio Meneghetti de Pesquisa Científica Humanista Cultural Educacional
Associação Brasileira de Ontopsicologia (ABO)
Laboratório de Estudos e Práticas Profissionais em Ontopsicologia, Inovação e Desenvolvimento Humano

Missão

Revista Brasileira de Ontopsicologia - Brazilian Journal of Ontopsychology, como periódico científico brasileiro na área de Ontopsicologia, possui o objetivo de divulgar estudos empíricos, teóricos e de revisão, em uma perspectiva aberta, interdisciplinar e multiprofissional, no que diz respeito as contribuições da Ontopsicologia e suas diversas leituras e aplicações nos campos das Ciências Humanas, Ciências Sociais, Filosofia, Educação e Pedagogia, Administração, Direito, Física dentre outras.

Plataforma: Platform & Workflow by OJS/PKP

Missão

Revista Brasileira de Ontopsicologia - Brazilian Journal of Ontopsychology, como periódico científico brasileiro na área de Ontopsicologia, possui o objetivo de divulgar estudos empíricos, teóricos e de revisão, em uma perspectiva aberta, interdisciplinar e multiprofissional, no que diz respeito as contribuições da Ontopsicologia e suas diversas leituras e aplicações nos campos das Ciências Humanas, Ciências Sociais, Filosofia, Educação e Pedagogia, Administração, Direito, Física dentre outras.

Sobre a Revista

Revista Brasileira de Ontopsicologia - Brazilian Journal of Ontopsychology é editada pela Faculdade Antonio Meneghetti e Fundação Antonio Meneghetti, conjuntamente ao Laboratório de Estudos e Práticas Profissionais em Ontopsicologia, Inovação e Desenvolvimento Humano, e em parceria com a Associação Brasileira de Ontopsicologia (A.B.O.). O periódico científico foi criado com o objetivo de ser um veículo de divulgação da Ciência Ontopsicológica e de seus possíveis diálogos interdisciplinares e aplicações às diversas ciências. Suas diretrizes são definidas pela Editoria e pelo Conselho Editorial, dos quais participam Bacharéis em Ontopsicologia, Filósofos e profissionais das Áreas das Ciências Humanas, Ciências Sociais, da Saúde, Educação e Pedagogia, Administração e Direito. Dessa forma, sua linha editorial procura contemplar reflexões, em uma perspectiva interdisciplinar e multiprofissional, em relação aos seguintes temas:

  • Ontopsicologia;
  • Pedagogia Ontopsicológica;
  • Psicologia do Líder;
  • Psicologia Empresarial;
  • Fenomenologia;
  • Psicologias Humanistas e Existenciais;
  • Pesquisa Qualitativa, Quantitativa e Ontopsicologia aplicada nas Ciências Humanas, Sociais e Educação.

Periodicidade

A Revista Brasileira de Ontopsicologia oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Política de Acesso Livre

A periodicidade da Revista Brasileira de Ontopsicologia é semestral e o recebimento das submissões on-line é ininterrupto.

Submissões

A Revista Brasileira de Ontopsicologia oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Condições para submissão

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens que são listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas da revista serão devolvidas aos autores.

- A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista. Caso contrário, deve-se justificar em “Comentários ao Editor”; - O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF; - URLs para as referências foram informadas quando possível; - O texto segue as regras estabelecidas e apresentadas na Diretrizes para Autores; - O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Equipe de Edição

A periodicidade da Revista Brasileira de Ontopsicologia é semestral e o recebimento das submissões on-line é ininterrupto.

Política de Acesso Livre

Editor-Chefe: Profª Drª Patrícia Wazlawick
Editores-Gerentes: Prof. Ms. Bruno Fleck da Silva e Profª Drª Claudiane Weber
Editora-Assistente: Cárin Marilena Bubanz Fester
Assistente: Laura Lopes

DIRETRIZES PARA AUTORES

Nomes para Publicação

O encaminhamento de artigos à revista implica a aceitação, por parte dos autores, das normas expressas neste documento.

I POLÍTICA EDITORIAL

Política de Acesso Livre

Revista Brasileira de Ontopsicologia – Brazilian Journal of Ontopsychology, como periódico científico brasileiro na área de Ontopsicologia, possui o objetivo de divulgar estudos empíricos, teóricos e de revisão, em uma perspectiva aberta, interdisciplinar e multiprofissional, no que diz respeito as contribuições da Ontopsicologia e suas diversa leituras e aplicações nos campos das Ciências Humanas, Ciências Sociais, Filosofia, Educação e Pedagogia, Administração, Direito, Física dentre outras. Sua linha editorial procura contemplar reflexões, em uma perspectiva interdisciplinar e multiprofissional, em relação aos seguintes temas: a) Ontopsicologia; b) Pedagogia Ontopsicológica; c) Psicologia do Líder; d) Psicologia Empresarial; e) Fenomenologia; f) Psicologias Humanistas e Existenciais; g) Pesquisa Qualitativa, Quantitativa e Ontopsicologia aplicada nas Ciências Humanas, Sociais e Educação.

II INFORMAÇÕES GERAIS

Os manuscritos serão submetidos pelos autores de forma eletrônica (e apenas desta forma), à apreciação do Conselho Editorial para que realize o parecer técnico (em número mínimo de dois pareceres por proposta). A Editoria da Revista lançará mão (caso necessário) de especialistas convidados, na qualidade de consultores ad hoc, que poderão sugerir modificações antes de sua publicação.

A Revista proporciona acesso aberto a todo seu conteúdo, seguindo o princípio de que tornar gratuito o acesso a pesquisas, gera maior intercâmbio global de conhecimento.

Todo o conteúdo da Revista Brasileira de Ontopsicologia – Brazilian Journal of Ontopsychology está licenciado sob uma Creative Commons BY-NC, exceto onde identificado diferentemente.

Os manuscritos deverão ser originais, relacionados à Ontopsicologia, Ciências Humanas, Ciências Sociais, Filosofia, Educação e Pedagogia, Administração, Direito, Física dentre outras. Os manuscritos devem se enquadrar nas seguintes categorias:

- Relato de Pesquisa: relato de investigação científica, com uso de dados empíricos. Devem seguir a seguinte estrutura: Introdução; Fundamentação Teórica; Método; Discussão e Resultados; Considerações Finais. Em artigos científicos atuais a fundamentação teórica pode também já ser apresentada conjuntamente no momento da Introdução.

- Revisão Crítica de Literatura: análise abrangente da literatura científica, com síntese de resultados de estudos originais, quantitativos ou qualitativos, respondendo a alguma pergunta específica e de relevância. Descreve o processo de busca dos estudos originais, os critérios utilizados para seleção e os procedimentos empregados na síntese dos resultados obtidos pelos estudos revisados.

- Estudo Teórico ou Histórico: tradução de texto inédito (preferencialmente em domínio público ou sob autorização expressa), ou republicação de texto relacionado aos temas tratados na Revista. Esta categoria fica a cargo da Editoria, podendo ser sugerida por outros interessados.

- Texto Clássico: relato de investigação científica, com uso de dados empíricos. Devem seguir a seguinte estrutura: Introdução; Fundamentação Teórica; Método; Discussão e Resultados; Considerações Finais. Em artigos científicos atuais a fundamentação teórica pode também já ser apresentada conjuntamente no momento da Introdução.

O Conselho Editorial ou os consultores ad hoc analisam o manuscrito, sugerem modificações e recomendam ou não a sua publicação. Este procedimento pode se repetir quantas vezes for necessário. Fica a cargo da Comissão Editorial definir o número de avaliações necessárias para cada artigo. A decisão sobre a publicação de um manuscrito sempre será da Comissão Editorial, que fará uma avaliação do texto original, das sugestões indicadas pelos consultores e das modificações encaminhadas pelo autor. No encaminhamento da versão modificada do seu manuscrito, os autores deverão incluir uma carta ao Editor, esclarecendo as alterações feitas, aquelas que não julgaram pertinentes e a justificativa. Importante salientar que pequenas modificações poderão ser feitas pela Comissão Editorial para viabilizar o processo de avaliação e publicação. Os autores receberão a decisão da publicação ou não do seu manuscrito. Os manuscritos recusados poderão ser apresentados novamente após uma reformulação substancial do texto conforme indicações dos consultores e da Comissão Editorial e, neste caso, serão encaminhados aos mesmos consultores que revisaram o trabalho anteriormente.

Autoria

Em relação à autoria, o crédito de autoria deverá ser baseado em contribuições substanciais, tais como: a) concepção e desenho; b) análise e interpretação dos dados e discussão dos resultados; e c) revisão e aprovação da versão final do artigo. Importante destacar que não se justifica a inclusão de nomes de autores cuja contribuição não se enquadre nos critérios acima.

A Revista Brasileira de Ontopsicologia – Brazilian Journal of Ontopsychology não publica mais que 1 (um) artigo do mesmo autor (tanto na posição de autor principal, quanto na de coautor) no mesmo número. Esse procedimento visa aumentar o número de temas e de colaborações provenientes de autores nacionais e internacionais.

Plágio

A Revista Brasileira de Ontopsicologia - Brazilian Journal of Ontopsychology verificará, por meio da ferramenta de detecção de plágio, todos os artigos submetidos antes de enviar para a revisão por pares.

Redes Sociais

Para uma maior disseminação do seu conteúdo, a Revista Brasileira de Ontopsicologia solicita aos autores que, após a publicação do manuscrito, divulguem seus artigos nas redes sociais abaixo, entre outras:

ResearchGate – http://www.researchgate.net/
Academia.edu – https://www.academia.edu/
Mendeley – https://www.mendeley.com/
Google Acadêmico – https://scholar.google.com.br/schhp?hl=pt-BR

III APRESENTAÇÃO E ENCAMINHAMENTO DOS MANUSCRITOS

Os manuscritos que serão submetidos à publicação devem ser inéditos e destinarem-se exclusivamente à revista, não sendo permitida a sua apresentação ao mesmo tempo em outro periódico. Os trabalhos enviados para avaliação serão submetidos a uma avaliação “cega”, por dois pareceristas, pares especialistas na temática proposta.

Todas as opiniões emitidas nos trabalhos, bem como a exatidão e adequação das referências são de exclusiva responsabilidade dos autores.

A publicação dos trabalhos dependerá da observância das normas da Revista e da apreciação do Conselho Editorial, que dispõe de plena autoridade para decidir sobre a conveniência da sua aceitação, podendo, inclusive, apresentar sugestões aos autores para as alterações necessárias.

Quando a pesquisa a que se refere o artigo envolver sujeitos humanos, os autores deverão apresentar no corpo do trabalho uma declaração de que foi obtido o consentimento dos sujeitos por escrito (Termo de Consentimento Livre e Esclarecido) e/ou da instituição em que o trabalho foi realizado (Comissão de Ética em Pesquisa com Seres Humanos). Trabalhos executados com populações vulneráveis somente serão publicados quando acompanhados pelo Protocolo da Comissão de Ética em Pesquisa respectiva.

Os autores serão notificados sobre a aceitação ou a recusa de seus artigos. Independentemente da decisão, os originais não serão devolvidos.

IV PROCESSO DE AVALIAÇÃO

Os originais serão aceitos para avaliação e precisam vir acompanhados dos seguintes itens:

Apreciação pelo Editor Chefe

- Documento principal (manuscrito sem identificação, nas normas da Revista, submetido pelo website);

- Documento suplementar (Folha de Rosto Identificada, conforme normas da revista).

O processo editorial só terá início se os manuscritos encaminhados obedecerem às condições das Normas de Publicação da Revista Brasileira de Ontopsicologia. Caso contrário, serão devolvidos para adequação às normas, inclusão de carta ou outros documentos, antes mesmo de serem submetidos à análise da Comissão Editorial e à posterior avaliação de mérito do trabalho pelos revisores ad hoc.

Processo de julgamento dos manuscritos

A revista adota o sistema double blind review, que assegura o anonimato dos autores e dos consultores durante o processo de avaliação. Serão consideradas a atualidade e a relevância do tema, bem como a originalidade, a consistência científica e o atendimento às normas éticas.

Importante: É responsabilidade dos autores garantirem que não haja elementos capazes de identificá-los em qualquer parte do texto, o que pode inviabilizar a avaliação por pares e estender em demasia o procedimento.

Os originais serão encaminhados, sem o(s) nome(s) do(s) autor(es), a pelo menos dois revisores ad hoc.

Os trabalhos que receberem sugestões para alterações serão devolvidos aos autores para as devidas correções, baseando-se nos pareceres emitidos pelos revisores.

As correções devem ser devolvidas no prazo de 15 dias à Revista.

Os pareceres dos revisores comportam 03 (três) possibilidades:

a) aprovação;
b) aprovação condicionada a nova análise, após reformulação;
d) recusa.

Em quaisquer desses casos, o autor será comunicado.

São necessários dois pareceres favoráveis para a aceitação final da publicação. Caso ocorra um desacordo, o original será enviado para mais um revisor, para nova avaliação. A decisão final sobre a publicação ou não do manuscrito é sempre dos Editores. Pequenas alterações no texto poderão ser feitas pelo Conselho Editorial da revista, de acordo com critérios e normas de revisão internas.

Conflitos de Interesse

Autores: Os autores devem declarar, de forma explícita, individualmente, qualquer potencial conflito de interesse financeiro, direto e/ou indireto, e não financeiro, etc.

Revisores ad hoc: No caso da identificação de conflito de interesse da parte dos revisores, o Comitê Editorial encaminhará o manuscrito a outro revisor ad hoc.

Revisores ad hoc: No caso da identificação de conflito de interesse da parte dos revisores, o Comitê Editorial encaminhará o manuscrito a outro revisor ad hoc.

Revisores ad hoc: No caso da identificação de conflito de interesse da parte dos revisores, o Comitê Editorial encaminhará o manuscrito a outro revisor ad hoc.

Revisores ad hoc: No caso da identificação de conflito de interesse da parte dos revisores, o Comitê Editorial encaminhará o manuscrito a outro revisor ad hoc.

A Revista Brasileira de Ontopsicologia – Brazilian Journal of Ontopsychology: adota, em geral, normas de publicação baseadas nas regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), mais especificamente a NBR 6023 de 2018 (14/11/2018), que podem ser acessadas em: https://faculdadeam.edu.br/Content/upload/biblioteca/ABNT-NBR-6023-2018-Referencias-Elabo-20181117182615.pdf

Os manuscritos poderão ser redigidos em português, italiano, inglês ou espanhol. Todos os originais deverão incluir título e resumo em português, inglês e espanhol.

5.1 Estrutura do texto

O texto deve ser preparado em:

- Espaçamento 1,5
- Fonte Times New Roman 12
- O texto deverá ter entre 15-25 páginas (a contagem de páginas começa pela folha de resumos, e inclui todas as ilustrações e referências).

A seguinte ordem de apresentação deverá ser respeitada, incluindo-se os itens em páginas distintas:

- Folha de rosto (página 0);
- Folha de Resumo/Abstract/Resumen (página 1);
- Texto (página 2 em diante), contando as Referências (ao final do texto);
- O arquivo deverá ser gravado em editor de texto similar à versão 2010 do Word;
- O papel deverá ser de tamanho A4 com formatação de margens de 3cm (superior e esquerda) e de 2cm (inferiores e direita), recuo da primeira linha do parágrafo de 1,25cm;
- A numeração das páginas deve ser feita no canto superior direito;
- A formatação das referências deverá facilitar a tarefa de revisão e de editoração. Para tal, deve-se utilizar espaçamento e fonte similar ao texto;
- A apresentação de informações numéricas e estatísticas, bem como a elaboração de tabelas e figuras deverá seguir o que é exigido na NBR 6023.

5.2 Folha de Rosto Identificada (deve conter)

a) Título completo em português, inglês e espanhol. O título principal deve ser redigido em Fonte 14, centralizado e em negrito, com espaçamento 1,5. A seguir, devem vir, em itálico, centralizados e em Fonte 12, os títulos em inglês e espanhol, com espaçamento simples. O título deverá ser conciso e evitar palavras desnecessárias e/ou redundantes, sem abreviaturas e siglas ou localização geográfica da pesquisa;

b) Indicação da categoria na qual o trabalho se insere (relato de pesquisa, estudo teórico ou histórico ou revisão crítica de literatura);

c) Nome de cada autor, por extenso, em ordem (como deverá ficar na publicação). Não abreviar os prenomes;

d) Informar os dados da titulação acadêmica dos autores, a afiliação institucional atual (no máximo, duas vinculações por autor, por extenso, sem abreviaturas ou siglas), além de cidade, estado e país;

e) Indicação do endereço completo da instituição à qual o autor de correspondência está vinculado;

f) Informar telefone (preferencialmente whatsapp) e e-mail de todos os autores;

g) Informar o número de Registro ORCID® (Open Researcher and Contributor ID), de cada autor. Caso não possua, fazer o cadastro através do link: https://orcid.org/register. O registro é gratuito.

Poderá ser incluída nota de rodapé contendo apoio financeiro e o número do processo e/ou edital, agradecimentos pela colaboração de colegas e técnicos, em parágrafo não superior a três linhas.

5.3 Partes do Manuscrito

1) Folha de rosto identificada (esta deve ser a única parte do texto com a identificação dos autores, para que seja garantido seu anonimato). Atenção: A folha de rosto identificada deve ser enviada, no sistema, como “documento suplementar”, separada do texto principal. O texto principal deve iniciar com o item a seguir (folha de rosto sem identificação);

2) Folha de rosto sem identificação: a) título do trabalho em português; b) título do trabalho em inglês; c) título em espanhol; d) indicação da categoria na qual o trabalho se insere (relato de pesquisa, estudo teórico ou histórico, revisão crítica de literatura, resenha);

3) Folha de resumos: a) resumo em português; b) palavras-chave em português; c) abstract (versão do resumo para o inglês); d) keywords (versão das palavras-chave para o inglês); e) resumen (versão do resumo em espanhol); e) palavras-clave. Os resumos devem ter entre 120 e 200 palavras, vir em Fonte Times New Roman 10, espaçamento simples, justificado, sem deslocamento na primeira linha. As palavras-chave (descritores), de três a cinco termos significativos, deverão remeter ao conteúdo fundamental do trabalho. Todas as palavras-chave deverão ser escritas com iniciais maiúsculas e separadas por ponto e vírgula. Incluir também descritores em inglês (keywords) e espanhol (Palabras-clave).

5.4 Ilustrações

São consideradas ilustrações todo e qualquer tipo de tabelas, figuras, gráficos, desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, mapas, organogramas, diagramas, plantas, quadros, retratos, etc., que sirvam para ilustrar os dados da pesquisa.

A quantidade total de ilustrações aceitas por artigo é de 5 (cinco), incluindo todas as tipologias citadas acima.

As ilustrações devem ser editáveis, sendo aceitos os seguintes programas de edição: Excel, GraphPrism, SPSS 22, Corel Draw Suite X7 e Word, e poderão ser submetidas imagens apenas nas seguintes extensões: .cdr, .pzf, .spv, .jpg, .jpeg, .xls, .xlsx, .doc, .docx, .vsdx, .vst.

As imagens devem possuir resolução igual ou superior a 600 dpi. Gráficos e desenhos deverão ser gerados em programas de desenho vetorial (Microsoft Excel, CorelDraw, Adobe Illustrator etc.), acompanhados de seus parâmetros quantitativos, em forma de tabela e com nome de todas as variáveis.

O uso de imagens coloridas é recomendável.

A cada ilustração deverá ser atribuído um título breve (em Fonte Times New Roman 10, espaçamento simples), sendo numeradas consecutiva e independentemente, com algarismos arábicos, de acordo com a ordem de menção dos dados. Para gráficos, deverá ser informado também o título de todos os eixos.

As palavras Figura, Tabela e Anexo, que aparecerem no texto, deverão ser escritas com a primeira letra maiúscula e acompanhadas do número a que se referirem. Os locais sugeridos para inserção de figuras e tabelas deverão ser indicados no texto. Os títulos deverão ser concisos.

Inclua, sempre que necessário, notas explicativas. Caso haja alguma sigla ou destaque específico (como o uso de negrito, asterisco, entre outros), este deve ter seu significado informado na nota de rodapé da ilustração.

Para artigos em outro idioma que não o português, deve ser observada a tradução correta das ilustrações, tabelas e figuras, além da conversão de valores para o idioma original do artigo.

Caso haja utilização de figuras ou tabelas publicadas em outras fontes, deve-se anexar documento que ateste a permissão para seu uso e ser citada a devida fonte. No caso de fotografias, é necessário o envio de uma declaração com a autorização para uso de imagem, mesmo que haja tentativa de ocultar a respectiva identidade do fotografado.

Importante: Os autores devem garantir que nada no manuscrito infringe qualquer direito autoral ou propriedade intelectual de outrem.

5.5 Especificações do Manuscrito

Epígrafe: quando for necessária, poderá ser apresentada, em letra normal, com espaçamento simples, fonte Times New Roman 10, e alinhamento à direita. O nome do autor da epígrafe deverá aparecer em itálico, seguido da referência da obra.

Nomenclaturas e Abreviaturas: usar somente as oficiais. O uso de abreviaturas e de siglas específicas ao conteúdo do manuscrito deverá ser feito com sua indicação entre parênteses na primeira vez em que aparecem no manuscrito, precedida da forma por extenso.

Notas de rodapé: deverão ser numeradas consecutivamente na ordem em que aparecem no manuscrito com numerais arábicos sobrescritos e aparecerem na mesma página em que forem mencionadas.

Citações: As citações poderão ser diretas (quando o autor utiliza-se de um texto original para extrair a citação, podendo reproduzi-lo literalmente): neste caso, se contêm até 3 (três) linhas, devem estar entre aspas e incorporadas ao texto. Em sendo mais de 3 linhas, devem estar destacadas com entrada em 4cm (quatro), sendo em bloco a parte, com tamanho da fonte 10. Devem ser seguidas do sobrenome do(s) autor(es) em letras maiúsculas, ano, página (MENEGHETTI, 2010, p. 36);

- As citações poderão ser indiretas: nas quais o autor irá interpretá-lo, resumi-lo ou traduzi-lo, ou extrair uma informação de uma fonte intermediária. Neste caso usa-se referenciar com sobrenome do(s) autor(es) em letras maiúsculas, ano (MENEGHETTI, 2010). As citações devem respeitas as normas NBR 6023 (2018).

Referências: essa é a denominação a ser utilizada, não utilize Bibliografia. As referências seguem as normas NBR 6023 (2018), devem ser listadas em ordem alfabética por sobrenome de autor na lista de Referências ao final do artigo. A fonte deverá ser em tamanho 12, espaçamento simples, sem deslocamento.

5.6 Tipos comuns de citação no texto

- Citação de artigo de autoria múltipla

a) Dois autores: o sobrenome dos autores é explicitado em todas as citações, usando “e”, por exemplo, “O método proposto por Chikota e Pozza (2012)” ou “o método foi proposto para o estudo do objeto (CHIKOTA e POZZA, 2012)”.

b) De três a cinco autores: o sobrenome de todos os autores é explicitado na primeira vez em que a citação ocorrer de acordo com o exemplo: “Schaefer, Petry, Azevedo, Barbieri e Rockembach (2011) verificaram que”. A partir da segunda citação, inclua o sobrenome do primeiro autor seguido da expressão “et al.” (sem itálico e com um ponto após o ‘al”). Omita o ano de publicação na segunda citação em caso citações subsequentes em um mesmo parágrafo.

Na seção de Referências, os nomes de todos os autores devem ser relacionados.

c) Com mais de cinco autores: neste caso, faça a chamada apenas com o sobrenome do primeiro autor seguido de “et al.” e do ano de publicação na primeira e nas citações subsequentes. Na seção de Referências, todos os nomes são relacionados.

- Citações de trabalho discutido em uma fonte secundária

Caso se utilize como fonte um trabalho discutido em outro, sem que o texto original tenha sido lido (por exemplo, um estudo de Meneghetti, citado por Lacerda, 2011), deverá ser usada a seguinte citação: “Meneghetti (citado por Lacerda, 2011) acrescenta que estes instrumentos...”

Na seção de Referências, informar apenas a fonte secundária (no caso Lacerda, 2011), com o formato apropriado. Sugere-se evitar, ao máximo, o uso de citações ou referências secundárias.

- Citação de comunicação pessoal

Este tipo de citação deve ser evitada, por não oferecer informação recuperável por meios convencionais. Se inevitável, deverá aparecer no texto e também na seção de Referências, com a indicação de “informação verbal de curso”. Vide em NBR 6023 exatamente como citar e referenciar.

5.7 Seção de Referências

As referências a autores no decorrer do artigo devem estar de acordo com NBR 6023. Alguns exemplos: (SOBRENOME DE AUTOR, data) ou (SOBRENOME DE AUTOR, data, página, quando se tratar de transcrição). Ex.: (OFFE, 1996) ou (OFFE, 1996, p. 64).

Diferentes títulos do mesmo autor publicados no mesmo ano serão identificados por uma letra após a data. Ex.: (EVANS, 1989a), (EVANS, 1989b).

As referências utilizadas serão apresentadas no final do artigo, listadas em ordem alfabética, obedecendo às seguintes normas (solicita-se observar rigorosamente a sequência e a pontuação indicadas):

- Livro: SOBRENOME, Iniciais do nome (abreviado). título (em negrito): subtítulo (normal). Número da edição, caso não seja a primeira. Local da publicação: nome da editora, ano.

- Capítulo de livro: SOBRENOME, Iniciais do nome (abreviado) Título: subtítulo. In: SOBRENOME, Iniciais do nome (abreviado) do(s) organizador(es). Título da coletânea em negrito: subtítulo. Número da edição, caso não seja a primeira. Local da publicação: nome da editora, ano. Informar a paginação ou outra forma de individualizar a parte referenciada.

- Artigo em periódico: SOBRENOME, Iniciais do nome (abreviado) Título do artigo. Nome do periódico em negrito, volume e número do periódico, intervalo de páginas do artigo, período da publicação, ano.

- Teses e Dissertações: SOBRENOME, Iniciais do nome (abreviado). Título em negrito. Local. Tese (Doutorado) ou Dissertação (Mestrado) (Grau acadêmico e área de estudos). Instituição em que foi apresentada, ano.

- Internet (documentos eletrônicos): SOBRENOME, Iniciais do nome (abreviado). (ano). Título em negrito. Disponível em: [endereço de acesso]. [data de acesso].

Para quaisquer dúvidas, orienta-se consultar a NBR 6023 em todos os detalhes para referências, de acordo com cada tipo de trabalho utilizado a ser referenciado.

- Obras antigas com reedição em data muito posterior: SOBRENOME, Iniciais do nome (abreviado). Título em negrito: subtítulo. Número da edição se não for a primeira. Local: nome da editora, ano (Originalmente publicado em ano).

- Observação: a primeira edição do livro nunca deve ser especificada. Caso seja a segunda edição: 2. ed. Caso seja a terceira: 3. ed. E assim, sucessivamente.

VII DECLARAÇÃO DE DIREITO AUTORAL

Autores que publicam na Revista Brasileira de Ontopsicologia concordam com os seguintes termos:

a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista;

b) Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista;

c) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja Política de Acesso Livre).

VIII POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Os nomes e endereços informados na Revista Brasileira de Ontopsicologia serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

IX INDEXADORES

(no prelo).

Documento criado em: 09 de junho de 2020.
Revista Brasileira de Ontopsicologia
Brazilian Journal of Ontopsychology
Faculdade Antonio Meneghetti (AMF)
Curso de Bacharelado em Ontopsicologia
Laboratório de Estudos e Práticas Profissionais em Ontopsicologia, Inovação e Desenvolvimento Humano

Projeto Russo Brasileiro - UESP
Projeto Russo Brasileiro - Antonio Meneghetti Faculdade
Projeto Russo Brasileiro - FAM Rússia
Projeto Russo Brasileiro - FAM Brasil

Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa Política de Privacidade e com os nossos Termos de Serviço